terça-feira, 24 de junho de 2014

De Chaves a Faro pela N2...

Mário Trindade, algarvio e ciclista, ligou Chaves a Faro pela maior estrada nacional portuguesa - N2. Acompanhem a sua aventura aqui http://trintrincatrilhos.blogspot.pt/2014/05/vale-paraiso.html ou aqui https://plus.google.com/112757767401694563812/posts.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Ciclismo tuga em alta...

Enquanto a selecção de futebol, fazia tristes figuras no mundial, Rui Costa, vencia pela 3ª vez consecutiva a volta à Suíça e Tiago Machado levava o nome de Portugal ao 1º lugar na volta à Estónia. 
Mas estes não têm honras de estado, não têm fãs histéricas à porta do hotel, nem são endeusados por pseudo comentadores e analistas da treta. Hoje poucas ou nenhumas referências vi ou ouvi sobre estas duas vitórias, mas vi e ouvi horas de justificações, técnicas e outras merdas sem fim, para justificar a incompetência e displicência, com que aquela gente entra para dentro do campo, envergonhando qualquer português que se preze.


quarta-feira, 18 de junho de 2014

9º Passeio Mundial Nudista de Bicicleta...


Decorreu na cidade do México, o 9º passeio mundial nudista em bicicleta. O objectivo desta manifestação tão peculiar é protestar contra a dependência do petróleo e dos carros, com todos os efeitos nefastos que isso representa. Pretende ainda promover o uso de meios alternativos às deslocações e a sã convivência entre ciclistas, automobilistas e demais utilizadores da via pública.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Paisagens...

Duma volta pelo Sicó, sempre a subir (às vezes dá-me para isto), ficam imagens espectaculares. Apesar do céu estar cheio de nuvens dava para ver o mar.




quinta-feira, 5 de junho de 2014

De comboio e bicicleta...

Decidido à pressa, no domingo de manhã eu e o J. Nuno rumámos à Figueira da Foz de comboio. Uma hora depois de parar nas tascas e apeadeiros, lá chegámos à praia da claridade. Atestar o estômago para o regresso e assim que começámos a pedalar, de imediato percebemos que o vento estava de frente. Certo, mais um "pequeno" esforço.




Ainda não tínhamos aquecido e logo apareceu uma "pequena" subida até às antenas da estrada de Caceira. Fazer o carrossel até à auto estrada e depois foi sempre em plano até ao Choupal. Mesmo com o vento pouco amigo, chegámos por volta das 13 h ou seja 2 h 30m a pedalar, mesmo a tempo de repor os níveis com amendoins e cerveja.
A próxima é capaz de ser a repetição de Coimbra, Mortágua, Coimbra.

quarta-feira, 4 de junho de 2014