segunda-feira, 18 de julho de 2016

Cyclotron, a bicla do futuro...

A Cyclotron está repleta de tecnologia e promete ser a “bicicleta do futuro". Este projeto inovador duplicou em pouco mais de um mês o valor pedido inicialmente na campanha de crowfunding e está pronto para arrancar. 
Contando já com 94 interessados, a campanha que os criadores da Cyclotron criaram no KickStarter em Junho leva de momento já mais de 100 mil euros angariados, mais do dobro do valor inicialmente solicitado tendo em vista a produção desta bicicleta inteligente e composta por inúmeros componentes tecnológicos.
Com design e ergonomia ajustável em função da utilização, a Cyclotron mostra um aspeto futurista, sem dúvida, tanto que os seus criadores apresentam o veículo como “o próximo grande passo na evolução da bicicleta, após três anos de desenvolvimento e testes intensos”. Tanto poderá ser utilizada por desportistas, com base no modo de utilização Sport, como também num ambiente mais citadino e descontraído. O formato sem raios das rodas permite até que um cesto de compras seja transportado nessa secção da Cyclotron, cujo quadro é construído em fibra de carbono.
Mas passemos aos “pormenores” tecnológicos desta Smart Bike, assentes em 15 patentes registadas, começando pela Cyclo-App, uma aplicação móvel para iOS e Android que dará apoio ao movimento da bicicleta e alertará para qualquer situação relacionada com a atividades – quando a bateria que alimenta as luzes está perto do fim, por exemplo. É uma bateria de iões de lítio que alimenta todo o sistema de iluminação inteligente: quando fica mais escuro, os sensores Automatic Light tratam de ajustar as luzes da bicicleta, sendo que os índices de autonomia vão recuperando a cada pedalada.
A app sincroniza ainda os mais de dez sensores Bluetooth presentes na Cyclotron, guardando toda a informação do funcionamento e utilização Cyclo-Log. E ainda “acompanha” a altura certa para colocar a próxima velocidade, por exemplo. A maior inovação, contudo, está relacionada com a caixa de velocidades eletrónica E-GEAR, que promete alternar entre velocidades em apenas 0,2 segundos, com base num sistema acionado por um comando que se assemelha a um simples clique de rato, dizem os criadores do projeto.

Por outro lado, é possível ter acesso a todos os dados referentes à “volta” de bicicleta que estamos a realizar, com programas de treino sempre disponíveis, ao mesmo tempo que o sistema GPS Bike Finder trata de localizar a posição do veículo em caso de extravio ou roubo, ou simplesmente quando o utilizador está perdido.
Em caso de emergência ou acidente, é possível enviar automaticamente um alerta para as autoridades. Estas são tecnologias desenvolvidas no âmbito da Smart Bike Platform, uma plataforma open source para a qual qualquer pessoa poderá contribuir com ideias e sugestões.

Quanto a preços, são várias as configurações ainda disponíveis através da campanha de crowdsourcing em causa. A versão mais cara da Cyclotron – com a caixa de velocidades automática E-GEAR em destaque, entre outros pormenores tecnológicos – pode ser reservada por 2.699 euros, sendo que o preço final por altura do lançamento será de 2.999 euros. Terminada a campanha, neste verão começa a fase de produção, estando o lançamento oficial previsto para daqui exactamente a um ano, em Julho de 2017

domingo, 17 de julho de 2016

De mestre...

Quando for grande quero fazer isto...

quinta-feira, 7 de julho de 2016