segunda-feira, 25 de abril de 2011

Aveleira e neve...

Ontem fizemos uma volta que há já algum tempo tempo estava fora do roteiro de um dos pmc's, conforme resultado final - uma "tareia" do caraças! Pudera, metade a subir muuuuuuuito e a outra metade a descer assim a assim. 
Mas, antes de arrancar deparámos com este espectáculo em Sta Apolónia - estava a nevar junto da ribeira...

Não! Estamos na Primavera e os "algodões" que as as árvores libertam deixam este efeito.
Pelo caminho ainda passámos e descansámos muito pouco, na lagoa que nesta altura do ano tem muita água.

Tivesse sido no domingo passado e o mergulho era certo.

                           







sexta-feira, 22 de abril de 2011

Via Sacra no Buçaco...

Como estamos na Páscoa nada como fazer uma via sacra e no domingo passado aproveitámos para fazer a do Buçaco. Já agora uma chamada de atenção, para o estado de degradação em que se encontram algumas capelas.


segunda-feira, 18 de abril de 2011

domingo, 10 de abril de 2011

Maratona de Mortágua

Há já alguns anos que pretendia participar na Maratona de Mortágua, porque todos quantos a fizeram diziam bem. No dia 3 de Abril, como a maioria dos membros “Por Maus Caminhos” estavam ocupados foi eu o único e digno representante deste famoso grupo de btt, conhecido cá, no mundo e arredores.
O dia parecia prometer, sem nuvens carregadas de água como era previsto. Saí de Coimbra por volta das 07:30 para fazer com calma a viagem. Em menos de 1 hora estava na Vila de Mortágua. Eram muitas as caras conhecidas neste evento e várias centenas de participantes a afinarem as máquinas para mais um dia de pedal. Dirigi-me ao secretariado para o levantamento do dorsal que foi feito sem qualquer tipo de espera ou problema. Estava tudo a correr muito bem.
É sempre neste tipo de eventos que vamos encontrando amigos que já não vemos há algum tempo ou outros que se renderam aos benefícios do desporto de duas rodas e começaram a pedalar. Muitos dos que me chegaram a chamar maluco por me levantar às 8:00 matina a um Domingo para andar de bike, lol. Às 9:30 em ponto como estava estabelecido no programa  deu-se inicio ao que iria ser um excelente dia a pedalar. Os trilhos muito bem marcados, sem dúvidas para os mais distraídos, single track’s muito divertidos e bem delineados junto a uma ribeira, as zonas mais técnicas com sinalização de perigo, isto tudo envolvido por uma paisagem deslumbrante de verde. Apreciei bastante a forte presença dos populares junto às suas casas a dar força e incentivo a todos os participantes neste evento, caso raro de acontecer. Raro também são aqueles que levam consigo garrafas e invólucros de barritas vazios em vez de optarem por abandonar no mato…  deve ser pelo peso excessivo em plástico que vão deixar de ganhar a prova … enfim, os tempos mudam mas as mentalidades continuam na mesma.

O trajecto da prova foi de 51 km na totalidade, ao contrário dos 45 anunciados, mas muito sinceramente valeu bem a pena cada km feito em excesso. Depois de quase 3 horas a pedalar já se pede um bom banho de água quente, coisa que não aconteceu, ehehe tomei banho sim, mas de água bem fresquinha, até agora a única nota negativa a apontar. Mesmo o recinto de banhos que foi nas instalações da escola, estava bem limpo para tanta gente que já tinha passado por ali.
Hora de almoço, que o buraco no estômago já é grande, dirigi-me à sala onde me deparei com um enorme salão, muitas mesas com uma excelente equipa de catering a servir todos os atletas e pessoal da organização. Sem qualquer tipo de demora servi-me da sopa de legumes, porco no espeto acompanhado com arroz de feijão regado com uma geladinha tirada à pressão, para sobremesa, fruta e pudim era o que tinham para oferecer. Tudo muito bem organizado, sem filas, sem esperas, confusões, tudo 5 estrelas. Mal uma mesa ficava livre a mesma equipa tratava de imediato a preparação da mesa para os próximos que viriam, excelente.

Sem dúvida que Mortágua vai ficar na minha agenda como maratona a repetir, até para o ano.
Rui Ventura